segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Oscar da Dublagem 2010

Já no outro palco, Nelson Machado estava sendo homenageado com seu documentário Você Nos conhece. Corri para a escada lateral e lá fiquei na espreita de tentar conhecer pessoalmente alguns de meus ídolos e amigos de internet. A coisa foi um tanto rápida, mas consegui finalmente, depois de mais de 5 anos conhecer o Nelson. Fiquei muito feliz e surpreso por ter sido ovacionado por ele. “Não acredito, finalmente o Grande Shar Ivan pessoalmente! Vem cá pra eu te dar um abraçasso!” Confesso que fiquei muito lisonjeado com esse respaldo todo. Já pedi um autógrafo e uma foto, e aproveitei para bater um rápido papo com ele. O barulho estava extremo, e a quantidade de fãs idem, então não deu pra conversar mais. Mas ele tratava todo mundo extremamente bem, fazendo brincadeiras, imitando o Kiko etc. Teve uma hora que soltou um "Ai cale-se, cale-se, cale-se que você me deixa loooouco!" do meu lado. É muito engraçado e gratificante ouvir ao vivo um bordão que você cresceu escutando.



Em seguida vi o Silvio Giraldi e fui em direção à ele. Me atendeu gentilmente e falamos sobre o seu início de carreira. Segundo minhas pesquisas, ele havia começado em 1993, na Álamo, com a Nair Silva. Acertei em cheio. Disse que foi cerca de 3 meses após o Marcelo Campos. Falamos sobre outros trabalhos também, inclusive Cavaleiros do Zodíaco e Shurato.



Depois, saindo do palco abordei a Luciana Baroli, a Bella da trilogia Crepúsculo/ Lua Nova/ Eclipse. Estava com seu filhinho e também foi extremamente gentil. No final da premiação, a Zodja Pereira saia do palco e pude falar rapidinho com ela. Por último, e muito assediado pelos fãs vinha o Hermes Baroli. Pude me apresentar, mas não deu pra falar quase nada além de pedir um autógrafo e mais uma foto para meu acervo. O Vitinho que estava por ali tinha visto o Cassius Romero, um dublador que eu precisava muito encontrar. Uma pena. Ele estava muito diferente, de cavanhaque e cabelo meio grisalho, o que dificultou a localização e identificação. Na foto que tirei do Yuri com a Zodja, vi ele ao fundo.



Confesso que achei que encontraria mais gente de SP no evento, e até o Nelson Machado disse o mesmo. Pelo menos a Lucia Helena (Yellow Flash), Wellington Lima (Hajime Saito) Wendel Bezerra (Goku) e Angélica Santos (Cebolinha) eu achei que estariam lá, já que concorriam em algumas categorias.

Então fui conversar um pouco com o pessoal do Rio. Numa rodinha ao meu lado estava o Christiano Torreão (Riei [Yu Yu Hakusho]) tentando lembrar um dos bordões do Adam dos Power Rangers, e eu completei: “Mastodonte Leão Poder Thunderzord”. Ele abriu um sorrizão e ficou todo contente, repetindo a fala. Com o pessoal da dublagem do Rio de Janeiro eu não tenho contato direto, mas conheço seus trabalhos. Consegui foto e autógrafo dos seguintes profissionais:





Selma Lopes (1ª voz da Marggie [Simpsons]/ 2ª voz da Genkai [Yu Yu Hakusho]); Ricardo Juarez (Johnny Bravo/ 2ª voz do John Doggett [Arquivo X]); Jorge Vasconcellos (Macaco Louco [Meninas Super Poderosas]), Zé Leonardo - a foto saiu sofrível, mas ele é gente fina demais - (Andros [Power Rangers no Espaço]/ Perninha [Tiny Toons]) e o grande amigo do Yuri e um dos organizadores do Oscar, Flavio Back. Já na correria de fim de festa, acabei perdendo de conhecer a Mirian Ficher (Pandora [Saint Seiya]), Ricardo Schnetzer (Capitão Planeta) e o Ettore Zuim (Steve [Barrados no Baile]). Outro que "escapou" do meu click foi o Luis Manuel, a primeira voz do Freedie no desenho do Scooby Doo. Um dublador das antigas, que o meu amigo Gerson conseguiu abordar:


Uma pena. Fica pra próxima. Consegui também clicar o Yuri com suas amigas Mariângela Cantú e Selma Lopes, além do Schnetzer. Que coisa, o ator na minha frente pra eu fotografar e ele teve que sair correndo pra ir embora.



Yuri foi para uma confraternização com os dubladores e Vitinho e eu saímos correndo pra pegar o último ônibus da Yamato sentido Metrô. De lá paramos numa lanchonete pra comer algo e fomos descansar. Ainda ficamos papeando até 01:30 hs da madrugada, falando sobre tokusatsu e dublagem. Gente boa demais!

No domingo, mais ou menos 09:00 hs, após o café da manhã, voltamos para a sacada do Hotel Blue Three, pra tentar encontrar com outros dubladores e os cantores, mas eu tinha compromisso e precisei vir embora. Por volta das 10:10 hs me despedi do pessoal (a Camila tinha ficado descansando no Formule 1) e segui rumo a fazer o meu itinerário de volta: metrô, terminal e ônibus de volta.


Mais um fim de semana inesquecível. Agradeço aos amigos que me proporcionaram essa diversão. Ano que vem, se Deus quiser tem mais!

2 comentários:

Gerson disse...

Olha eu aí! huahaua XD...pois é, encontrar o Luís foi muito gratificante. Gostaria de ter conversado mais com ele, mais o tempo não deu, mais mesmo assim foi ótimo. Sempre pensava nele, achava que deveriam entrevistá-lo, e aí eu conhsegui graças ao Wirley Contaifer, dublador lá do Rio que me falou 1 dia antes que o Luís estaria lá, e eu li só na manha do sabado, e tive que sair correndo pra arranjar uma camera pra tirar foto com ele rsrs, uma correria mais que valeu a pena. E você pelo jeito cobriu o Oscar quase que todo hen rsrs. Eu fiquei hiper dividido por causa do show, mais no final deu tudo certo.

Betarelli, Ivan D. disse...

Sua entrevista com o Manuel vai ficar na história. Parabéns!