segunda-feira, 31 de julho de 2017

Conheçam Antonio Velloso

Hoje, depois de um grandioso hiato, volto a redigir uma postagem neste blog, em tom de homenagem.

Ao longo das pesquisas, procurando por dubladores oitentistas que fizeram personagens nos tokusatsu's, acabo me deparando com descobertas inusitadas, e prazerosas. Este caso em específico, foi um deles.

Atrás do dono da terceira voz do Lion Man (Branco), que acabou sendo o Alexandre Reinecke, já retratado neste post, acabei chegando ao Antonio Velloso. Ao ouvir um trecho uma vez enviado, quem opinou, achando que a voz pudesse ser dele, foi o Francisco Brêtas.

Em contato com o Velloso, este surpreendentemente negou ter feito um protagonista de série japonesa. Resumiu-se em dizer que em dublagem, havia feito muito pouca coisa, somente "pontas", e isso de certa forma me intrigou. Foi então que fomos conversando mais a fundo. Tudo isso aconteceu em Junho de 2.011:

"Ivan, louvo o seu trabalho. Pedi para que me ligasse para esclarecer essas dúvidas. As pessoas sempre me confundem com relação a dublagem. Em viagens que fiz, me dizem até os nomes dos personagens que eu dublei, dizem reconhecer minha voz. De fato, quando alguém me vê no teatro sempre me perguntam se eu dublo, e isso não acontece só aqui em São Paulo; eu viajei o Brasil todo e chegou um dado momento que eu deixei de negar, pois, aos olhos das pessoas, passa uma imagem de antipatia. Fica mais difícil dizer que não sou eu, e, às vezes, frustra a pessoa interessada, então deixo por isso mesmo.

Nesse tempo que eu frequentei a Álamo, tempo do Líbero, nós fazíamos estágios, então eu frequentei muito aquele estúdio, veja bem, "frequentei". No máximo que eu dublei lá, nesse período, e não houve outro, foram alguns "bom dia", "boa tarde"; nada além disso. Quando o Libero começou a me dar alguma coisa a mais, infelizmente ele morreu e acho que deixou muita gente órfã. Conheci todas essas pessoas que você cita, mas, não trabalhei com elas. O Francisco Brêtas é um grande amigo, e se até ele confunde...

Quer dizer, nessas viagens que eu fiz pelo Brasil todo, com teatro, descobri que as pessoas conhecem e a identificam quando a ouvem no teatro, eu até acho divertido, mas o mérito deve ser dado a quem de fato fez o trabalho. Talvez agora você entenda, não é modéstia, é  questão de honestidade.

Ao seu dispor...

Abraços,

Antonio Velloso."

Continuando o papo, ele me enviou dois vídeos do Youtube com trabalhos seus. Lá pude constatar o erro de identificação, e realmente chegar na real voz dele, que curiosamente também participou das séries japonesas. São estes os vídeos:


e
 

Assim, comparando, achei interpretações dele em Machine Man (um policial no capítulo 09); em Goggle V (vozerios nos capítulos 26, 27 e 35) e uma participação um pouco maior em Metalder: fez a primeira fala do personagem Ypsilone Leviatãn no capítulo 03, depois o Beta Águmis no capítulo 04, e o encarregado do Beta Saxôn no capítulo 13. Todos estes seriados foram dublados entre os últimos meses de 1989 / primeiros meses de 1990.

 
Segue um trecho contendo um "pot-pourri" com todas as suas participações no gênero. 



Infelizmente, fiquei sabendo de sua morte, através do Facebook. Acho justo deixar registrado mais um profissional que deixou um pouco de seu trabalho e legado para os fãs dos Live Action.

Faleceu no dia de hoje, aos 64 anos. Data de nascimento: 19/12/1952. Descanse em paz, Antonio Veloso da Silva.

Seu canal no Youtube seu perfil no Facebook.

Um comentário:

LUANO VELOSO OFICIAL disse...

Que bela homenagem a quem sempre nos trouxe alegria na família...António Velloso Pai, amigo e avô.
Ator das estrela